A mosca

Baixada Brothers arrebentando com o esquema,

A mosca que pousou na sopa do sistema

E não adianta tentar me segurar

(Eu sou assim mesmo e nada pode me parar)

Eu sou assim mesmo desde o dia em que nasci,

Contrariando as regras, foi assim que consegui

Chegar a onde eu quero, perto da trilha zero,

Pareço revoltado, mas não me desespero

Não é uma revolta e sim uma revolução,

Um som pesado que quando bate treme o chão

É tão pesado, porém divertido,

Politizado, subversivo

Eu sou a chave que quebra a algema,

O delator que detona o sistema

Não tenho pena, represento o povo pobre,

Muito prazer eu sou Baixada Brother

Baixada Brothers detona o esquema,

A mosca que pousou na sopa do sistema

Baixada Brothers, o elo da corrente,

Hip hop Baixada Fluminense

O MC tem a responsa e firma o compromisso,

Tá ligado e sabe muito bem disso

Percebe que a elite financia a nossa destruição,

É irmão engolindo irmão

Vizinho e vizinho tentando se matar,

Eu quero ver na hora que a gente se ligar

A quem vamos matar? Quem financiou a nossa desgraça?

Segura o peso da massa

Cumpadre se liga que chegou a sua vez,

Vamos dividir a desgraça com vocês

Eu quero ver agora cadê consciência?

Agora você vai pensar na consequência

Será que vale a pena manter o povo acuado?

Será que vale a pena tratá-lo como ratos?

Comendo uns aos outros, por enquanto está tudo bem,

Eu quero ver quando for comer você também

Serão poucas as grades e os carros blindados,

Para vos manter imunes aos ratos

Nem mesmo a polícia vai querer te proteger,

Mais cedo ou mais tarde eles também vão saber

Muitos já ouvem rap e estão sendo acordados,

Muitos já estão ligados que também são acuados

O rap nacional se consagra de uma vez,

A mosca que pousou na sopa de vocês

Não adianta você tentar me parar,

Em cada canto do planeta outro som vai ecoar

Você pode até quebrar o meu vinyl,

Tem outros 160 ecoando no Brasil

CD, MD, LP, fita cassete,

DAT, ADAT, mpeg e internet

A mídia que de vez pousou em sua sopa,

Fanzine, revista, propaganda boca a boca

Eu tenho uma meta, uma preocupação,

Ela termina com a sua conscientização

Irmão, eu vou te deixar ligado,

Ou pelo menos te deixar bolado

Existe uma porta que eu tenho que abrir,

Ela impede sua energia de fluir

Entrar e sair, deve circular,

É zero a esquerda se estagnar

Eu vou abrir a sua porta pra te ajudar,

Mas a decisão é sua se deve ou não entrar

O rap é uma pista pra você perceber,

Que a ruptura social só tende a crescer

Comunicação letal pra te abalar

(Eu sou assim mesmo e nada pode me parar)

Eu sou assim mesmo, esse é o meu lema,

A mosca que pousou na sopa do sistema.

O meu som vai bater do lado de cá,

O meu som vai bater do lado de lá

O meu som vai bater em todo lugar,

(Eu sou assim mesmo e nada pode me parar)

Anúncios

Sobre Cacau Amaral

Cineasta brasileiro. Direção em 5X Favela; 1 Ano e 1 Dia; Cineclube Mate com Angu; Sociedade Musical Lira de Ouro; Programa Espelho e Aglomerado. https://cacauamaral.com/
Esse post foi publicado em Letras. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s