O cracudo

Passeava pela av. Brasil
E vi um monte de cracudo
Achei um absurdo
Coisa que nunca se viu

Quase matei um
Nem vi se era um menino, uma menina
Se conseguirá dar a volta por cima
Só mais um

Morrendo aos poucos
No cemitério dos loucos
Fiquei indiferente

O ser humano enfermo
Coisa do governo
Ou da gente

Anúncios

Sobre Cacau Amaral

Cineasta brasileiro. Direção em 5X Favela; 1 Ano e 1 Dia; Cineclube Mate com Angu; Sociedade Musical Lira de Ouro; Programa Espelho e Aglomerado. https://cacauamaral.com/
Esse post foi publicado em Poesia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s