Donana no Mate com Angu

A estreia do documentário “Donana”, aconteceu na sessão “Brixton, Bronx Ou Baixada”, do Cineclube Mate com Angu, nesta quarta-feira, 30 de abril de 2014, Dia da Baixada Fluminense. Era véspera de feriado e por isso a sessão foi até mais tarde, com direito a um belíssimos show de um dos personagens do filme, Dida Nascimento, além da Banda Tree, que se apresentou no palco do Bar do Luís, em frente à Lira de Ouro.

Logo no início da sessão, os apresentadores do evento, Heraldo HB e Igor Barradas, convidaram os realizadores presentes para interagir com o público a respeito dos filmes que seriam exibidos. Os videoclipes “Atlântico”, de João Xavi, “Casa de vagabundo”, de P,10; e os curtas “Alto da serra” e “Donana”, do Mate com Angu, com direção minha.

Durante o bate-papo com os realizadores, alguém gritou que a sessão foi invadida pelos moradores de Belford Roxo e lembrei que esse foi um dos principais motivos da realização do filme “Donana”. Na transição das décadas de 1980 e 1990, Belford Roxo é que foi invadida pelos caxienses. Assim como muitos outros territórios periféricos, considerávamos que havia poucas opções de entretenimento para os jovens de Caxias. Era muito comum que pegássemos dois, três ônibus para nos deslocarmos às outras cidades da Baixada ou mesmo à capital, para assistirmos os shows que desejávamos.

Alguns anos depois, quando entrei para o Cineclube Mate com Angu, descobri que outros integrantes também fizeram esse mesmo trajeto. Percebemos que poderíamos ter nos conhecido no Donana, em Belford Roxo. Percebemos também que quando muitas pessoas assistem alguns dos principais expoentes da música popular brasileira, como Cidade Negra, O Rappa, Negril. Nem sempre essas pessoas têm acesso às histórias da infância, da família, da amizade desses músicos antes do sucesso e fama.

Esses foram alguns dos principais motivos que levaram o Mate com Angu a contar essa história. Um pequeno aspecto de uma história tão rica, da Baixada Fluminense. Somados aos seis anos desde o início da realização do filme, é muito instigante assistir o resultado com a Lira de Ouro lotada e uma grande festa. Esse foi o maior presente que poderíamos receber no Dia da Baixada!

Anúncios

Sobre Cacau Amaral

Cineasta brasileiro. Direção em 5X Favela; 1 Ano e 1 Dia; Cineclube Mate com Angu; Sociedade Musical Lira de Ouro; Programa Espelho e Aglomerado. https://cacauamaral.com/
Esse post foi publicado em Diário, Oficina de cinema, Texto e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s