Arquivo da tag: sarau

quero versar

Hoje quero versar o elemento E sei bem por onde começar Pelo ar Que respiro Que me inspiro Inclusive pra falar Pelo mar Ou melhor Pela água A mágoa de não amar Pela terra Pelo giro da Terra A motoserra … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

o blog do Slow

Viu o blog do Slow? Um texto por dia Farei um de poesia Vai ser show Vou ficar enrolado Não sei se vai dar Mas vou me esforçar Tem que estar inspirado Um livro do Buzo pra ler Um do … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A hora que não gostaria

Acordar numa hora que não gostaria Abandonar a família de madrugada Ser amontoado a cada freada Assim começa nosso grande dia O dia do trabalho Ou do trabalhador Ou do labutador Curtindo o feriado Mas esse não é o problema … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O cracudo

Passeava pela av. Brasil E vi um monte de cracudo Achei um absurdo Coisa que nunca se viu Quase matei um Nem vi se era um menino, uma menina Se conseguirá dar a volta por cima Só mais um Morrendo … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Haicai do dia

bolin e brahma telão, voz e violão sarau Donana

Publicado em Haicai, Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

dezembro

Quando chega dezembro Só penso em acampar Em ver o mar É disso que lembro Sem tempo ao longo do ano Dedicado ao trabalho É nele que batalho No conflito urbano Mas quando chega o verão Sinto aquele tesão De … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Interrompidos

Interrompidos a bala O futuro é uma vida vazia Num presente que nos silencia Que nos cala Mas mesmo calado Você vê em nosso olhar No sangue que está lá Deveras pressurizado Quanto mais param Quanto mais nos calam Quanto … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

72

Setenta e dois Foi o ano em que nasci Eu e outros que conheci Mas deles falo depois Quem não conheceu Heraldo, HB Antônio, DMC Que viveram assim como eu Conheceram o patinete O Bozo, Emanuele e a Gretchin Comeram … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O cocô

Cocô Substância tão diferente Que sai de dentro da gente E exala um odor Sensação estranha Que vira sufoco Quando tranca o brioco E estufa a entranha Tem que distrair E deixar fluir Fico observando A vida da gente O … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Perdi um amigo

Será só comigo Fico preocupado Pra não dizer bolado Perdi mais um amigo Mais um trabalhador Afastado pela morte Dia a dia a mercê da sorte Ligado pela dor Sei que vamos embora Que cada um à sua hora Desde … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário